Global Point of Care

ENFRENTANDO OS DESAFIOS DOS DIAGNÓSTICOS DO SÉCULO 21

Dois fundos da Oxfordshire NHS Foundation, Reino Unido: um estudo de caso de teste com o paciente

As organizações de saúde continuam a ser desafiadas a fornecer cuidados de saúde de qualidade diante do aumento de custos e restrições de financiamento. Além disso, para melhor atender a uma ampla população de pacientes, o atendimento centralizado está se deslocando para ambientes periféricos onde os modelos tradicionais de prestação de cuidados não são tão eficazes. Novos modelos de prestação de cuidados de saúde, como o ponto de atendimento, são necessários para ajudar os provedores:

  • Gerar ganhos de eficiência
  • Eliminar o desperdício
  • Otimizar processos
  • Conduzir um uso mais apropriado dos recursos

Embora a equipe hospitalar esteja motivada a explorar novos modelos de cuidados, falta tempo para fazê-lo sozinho. Cabe à indústria do ponto de atendimento defender novos modelos de cuidados, não apenas com inovação tecnológica, mas por meio de experiência e compromisso compartilhados. A Abbott Point of Care está fazendo exatamente isso com o i-STAT System. Trabalhando com a Abbott, os profissionais de laboratório construíram um serviço de testes com pacientes por meio de dois fundos da Oxfordshire NHS.*

* Oxford University Hospitals NHS Foundation Trust e Oxford Health NHS Foundation Trust.

*Os resultados mostrados aqui são específicos destas organizações de saúde e podem diferir daqueles obtidos por outras instituições.

Point-of-care expansion

TESTE NO PONTO DE ATENDIMENTO

  • 7 milhões de testes por ano
  • 250.000 testes de gases no sangue
  • 500.000 testes de glicose no sangue

MELHORANDO O PERCURSO

  • O diagnóstico no ponto de atendimento fornece resultados rápidos, permitindo que os pacientes sejam tratados dentro de 30 minutos após a chegada ao hospital1

RÁPIDA EXPANSÃO DO PONTO DE ATENDIMENTO ÀS INSTALAÇÕES DA COMUNIDADE

  • Abingdon Community Hospital
  • Chipping Norton Health Centre
  • East Oxford Health Centre
  • Witney Community Hospital
EXPANSÃO DOS TESTES COM O PACIENTE EM OXFORDSHIRE

Os testes com o i-STAT System permitiram aos médicos realizar exames de sangue para diagnóstico à beira do leito do paciente em vários departamentos do John Radcliffe Hospital. A integração de testes diretamente no percurso do atendimento ao paciente tem conduzido a múltiplas eficiências em todo o sistema. Na época da publicação, seis departamentos haviam integrado o i-STAT System nos percursos de pacientes: 

  • Departamento de emergência
  • Departamento de radiologia
  • Departamento de cuidados ambulatoriais
  • Ginecologia
  • Unidade neonatal
  • Sala de cirurgia cardiovascular

Este serviço foi agora estendido a várias instalações comunitárias em Oxfordshire. Cada instalação tem uma gama de opções de testes adequados aos requisitos do paciente e da infraestrutura. O diagnóstico no ponto de atendimento fornece resultados rápidos, permitindo que os pacientes sejam tratados dentro de 30 minutos após a chegada ao hospital1.

ABINGDON COMMUNITY HOSPITAL

CHEM8+, PT/INR, Troponina, CG4+

CHIPPING NORTON HEALTH CENTRE

E3+

EAST OXFORD HEALTH CENTRE

CHEM8+

WITNEY COMMUNITY HOSPITAL

CHEM8+, PT/INR, Troponina, CG4+

FOCO NA UNIDADE MULTIDISCIPLINAR DE EMERGÊNCIA
  • Mais de 60% dos pacientes tratados em um percurso puramente ambulatorial, sem necessidade de leito hospitalar2
  • Aberto 7 dias por semana das 8h às 20h nos dias de semana (10h às 16h nos fins de semana)
  • A idade média do paciente é de 80 anos
  • Instalações de raios X
  • A maioria dos pacientes tem suspeita de ataques cardíacos, derrames, ferimentos na cabeça ou pode precisar de cirurgia

Buscando uma alternativa confiável e segura para a admissão hospitalar urgente, e com experiência comprovada utilizando oi-STAT System, o fundo da Oxfordshire NHS estabeleceu a Unidade Multidisciplinar de Emergência (UME) em 2012. Um modelo inovador de atendimento para pacientes idosos que vivem com fragilidade, a unidade fornece diagnóstico e tratamento acessível, rápido e multidisciplinar na comunidade. Originalmente estabelecido no Abingdon Community Hospital, o modelo UME está agora em vigor no Witney Community Hospital e influenciou unidades nos Hospitais John Radcliffe, Horton General e Henley Community.O processo de atendimento na UME é personalizado - adaptado ao risco, ao paciente e à preferência do cuidador. Apoiado por testes no ponto de atendimento, mais de 60% dos pacientes são gerenciados na UME em um percurso puramente ambulatorial, eliminando a necessidade de um leito hospitalar.2

PERCURSO DA UME: TRIAGEM E DIAGNÓSTICO PARA APOIAR DECISÕES AMBULATORIAIS

O i-STAT System preenche estes requisitos. O modelo atualmente em uso com a UME é transferível para diferentes locais e departamentos. Os centros de testes diagnósticos no ambiente comunitário estão atualmente em desenvolvimento em todo o Reino Unido.

iStat-Oxford

A implementação bem sucedida de testes com o paciente no ambiente da UME destacou três elementos de melhores práticas:

iStat Oxford Icons

GOVERNANÇA

Visa produzir resultados sob os mesmos padrões de governança que se aplicam aos testes de laboratório ISO 22870:2016 no ponto de atendimento

iStat Oxford Icons

FLUXO DE INFORMAÇÕES (CONECTIVIDADE)

Qualquer dispositivo no ponto de atendimento adquirido deve poder ser conectado em rede, a menos que não haja alternativa disponível

iStat Oxford Icons

PADRONIZAÇÃO

A utilização do mesmo instrumento para múltiplas aplicações e em vários locais reduz o total de recursos necessários

O FUTURO DO CUIDADO COMUNITÁRIO

Com base no sucesso do cuidado comunitário ligado ao laboratório central, a Clínica de Avaliação de Gravidez Precoce (EPAC) dentro do John Radcliffe está atualmente se mudando para a comunidade. Com até 6.000 consultas por ano, esta unidade especializada fornece cuidados para mulheres com problemas no início da gravidez, tais como um aborto espontâneo ou uma gravidez ectópica. O John Radcliffe buscou uma solução diagnóstica que permitisse que a clínica se mudasse para a comunidade. O teste primário necessário para esta situação clínica é o teste de β-hCG, que o i-STAT System oferece. Como a conectividade de TI com o laboratório central do John Radcliffe já está em funcionamento, a mudança da clínica deverá estar pronta e funcionando no início de 2019.

À medida que novos modelos de cuidados se tornam uma realidade em todos os sistemas de saúde, os testes diagnósticos devem estar disponíveis de forma confiável no cuidado primário e nos centros de saúde comunitários. Com os testes com o paciente com do i-STAT e i-STAT Alinity os sistemas continuarão a liderar o caminho, apoiados por uma infraestrutura de TI robusta, diagnósticos portáteis inovadores e profissionais de saúde confiantes. 

  1. Emergency Multidisciplinary Unit: Oxford Health NHS Foundation Trust. Available from https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/459208/ Oxford_Health_EMU.pdf. Accessed 31 January 2018.
  2. Lasserson D. The Out of Hospital Emergency Multidisciplinary Unit. Available from https://innovation.ox.ac.uk/wp-content/uploads/2014/08/Out-of-Hospital-EMUDan-Lasserson.pdf. Accessed 31 January 2018